Arquivo da tag: Poliquaternium 7

Formula shampoo Premium cabelos secos

Como fazer shampoo para cabelos secos Premium com agente condicionador

O shampoo premium é indicado para a venda nas classes sociais com um poder aquisitivo mais alto. Em todas as classes sociais, tanto homens como mulheres fazem uso de produtos cosméticos, principalmente para a higienização dos cabelos. Foi se o tempo em que as pessoas usavam sabões comuns para lavar suas madeixas.

Contém uma quantidade maior de tensoativos e agentes de condicionamento, podemos dizer que é um shampoo de “preço caro”, se comparado ao regular ou popular.

O Lauril éter sulfato de sódio é um dos principais espumantes para xampus e sabonetes líquidos, promove formação de bastante e tem um custo/beneficio baixo.

O Cocoamidopropil betaina é um co-tensoativo que promove formação de espuma e suavidade ao produto, ele também age oferecendo condicionamento aos fios das madeixas.

A Dietanolamida de ácido graxo de coco (Amida 90) é um tensoativo não-iônico que proporciona espessamento e poder de sobreengorduramento, a espuma fica estável e rica, demorando mais tempo para se desfazer.

O Poliquaternium 7 é uma solução aquosa catiônica de um copolímero de cloreto de dialildimetilamônio e acrilamida. Poliquaternium 7 é muito utilizado na indústria de cosméticos, altamente efetivo em formulas de cosméticos para o cuidado da pele e cabelo. Em xampus age como estabilizador da espuma, agente antiestático, desembaraçante e promove condicionamento aos fios capilares.

A Base perolizante promove formação de espuma e age como perolizante, deixando o produto branco e com brilho perola. Xampus com brilho perolado tem um aspecto mais sofisticado se comparado com os transparentes. O brilho perola agrega mais valor ao produto cosmético.

Fórmula para fazer o shampoo para cabelos secos Premium:

Lauril éter sulfato de sódio 2300 g
Cocoamidopropil betaina 500 g
Amida 90 300 g
Base perolizante 400 g
Poliquaternium 7 400 g
Cloreto de sódio qs
Essência 30 g
Corante qs
Ácido cítrico qs
Koralone LA (conservante) 10 g
EDTA dissódico 10 g
Água deionizada 6050 g

Técnica para fazer o shampoo para cabelos secos Premium:

Em um balde plástico adicione a Água deionizada, adicione posteriormente o EDTA dissódico e misture para homogeneizar utilizando uma pá de plástico ou de aço inoxidável, não utilize pá de madeira.

Depois adicionar sob agitação moderada o Lauril éter sulfato de sódio, Cocoamidopropil betaina, Amida 90, Base perolizante e misture até ficar homogêneo.

Sob agitação adicione o Poliquaternium 7, Essência, Koralone LA e misture para homogeneizar.

Retire uma pequena amostra e verifique o pH, que deve ficar entre 5,0 a 6,5. Se for necessário ajuste o pH com solução de Ácido cítrico diluído em Água deionizada, adicionando aos poucos e com agitação e ir verificando com a fita de medir pH ou pHmetro.

Depois ir adicionando Corante diluído em Água deionizada, aos poucos até obter cor desejada, ou deixe sem Corante que também fica bonito o produto, visto que fica branco com brilho perolado.

Em seguida diluir um pouco de Cloreto de sódio em água e ir adicionando aos poucos e sob agitação até o shampoo engrossar.

Produto para lavar os cabelos com agente perolizante deve ficar bem grosso (viscoso) para que não haja sedimentação das partículas do perolizante no fundo do frasco.

Caso queira um xampu transparente, não adicione a base perolizante.

Aguarde a espuma formada durante a mistura/agitação abaixar e depois embale nos frascos plásticos.

Fórmula Shampoo para cabelos normais

Como fazer Shampoo para cabelos normais.

Shampoo para cabelos normais possui uma quantidade de tensoativos (agentes de limpeza) intermediaria entre o shampoo para cabelos oleosos e cabelos secos. Para cabelos oleosos a quantidade é maior para que seja retirada a oleosidade excessiva dos cabelos. Para cabelos secos a quantidade é menor, visando não deixar os cabelos secos demais, dificultando o pentear e a maleabilidade dos fios de cabelos.

Sendo assim, esta fórmula de shampoo é para quem tem cabelos nem muito oleosos e nem muito secos. Para quem tem cabelos oleosos deve utilizar um shampoo para cabelos oleosos, e quem tem cabelos secos deve utilizar shampoo para cabelos secos, que contém menos agentes de limpeza e ativos que devolvem a hidratação e emoliencia necessários aos cabelos secos.

A fabricação de shampoos é um processo fácil de fazer, desde que o formulador utilize os componentes corretamente e tome providencias para que não haja contaminação por microrganismos. Embora todo shampoo contenha um ativo preservante, devemos tomar cuidado para que não haja contaminação bacteriológica. Isso é chamado nas industrias de “Boas Praticas de Fabricação (BPF)” e consiste em ações que evitem a contaminação, como o uso de luvas, toucas, jalecos, equipamentos e utensílios limpos e sanitizados, instalações adequadas,  etc.

Além da fórmula de shampoo para cabelos oleosos, você também pode verificar fórmula para cabelos oleosos e cabelos secos aqui neste site.

A verificação do pH de shampoos, assim como os demais produtos disponíveis aqui no site Fórmulas Grátis pode ser feito com as fitas de medir o pH, que são baratas para a aquisição. Também pode ser checado o pH com um aparelho chamado pHmetro, este aparelho é utilizado em industrias cosméticas e laboratórios e possui um valor relativamente alto.

A fabricação de cosméticos, como shampoos por exemplo, é uma atividade prazerosa. São produtos com aspecto bonito e de odor agradável, sua aparência e textura é agradável, o shampoo pode ser transparente ou perolado, shampoo perolado fica com brilho perola, característica produzida pelo agente perolizante (base perolada) adicionado ao shampoo.

O Diestearato de Polietilenoglicol 6000 que faz parte da fórmula para shampoo para cabelos possui baixa irritabilidade dérmica e possui ação de espessamento.

Esta fórmula de shampoo para cabelos normais é produzida com aquecimento.

Para que serve o Lauril éter sulfato de sódio? é um espumante para shampoos e sabonetes que promove detergência e ótima formação de espuma para a limpeza dos fios de cabelos. Também é utilizado em produtos de limpeza, em detergentes e sabões líquidos.

Para que serve a Amida 90? age como espessante e estabilizante da espuma, deixa a espuma do shampoo para cabelos mais rica, demorando mais tempo para se desfazer.

Para que serve o Poliquaternium 7? é um agente condicionador, antiestático e desembaraçante para os cabelos, ele condiciona os fios capilares, desembaraça e amacia os cabelos.

Fórmula para fazer o Shampoo para cabelos normais:

Lauril éter sulfato de sódio 3 kg
Diestearato de Polietilenoglicol 6000 50 g
Amida 90 100 g
Koralone LA (conservante) 10 g
Água deionizada 6760 g
Ácido cítrico qs
Essência para shampoo 30 g
Poliquaternium 7 50 g
Cloreto de sódio qs
Corante qs

Técnica de fabricação do Shampoo para cabelos normais:

Em um recipiente adicione o Lauril éter sulfato de sódio, Diestearato de Polietilenoglicol 6000, Amida 90 e aqueça até 70°C.

Em outro recipiente adicione a Água deionizada e aqueça até 80°C. depois adicionar a Água deionizada aquecida na mistura anterior, sob agitação.

Agitar bem até homogeneização.

Deixar o shampoo em repouso até esfriar.

Verificar o pH do shampoo com a fita de medir o pH, deve ficar entre 6 a 7.

Se for necessário, corrigir o pH com um pouco de Ácido cítrico diluído em Água deionizada, adicionando aos poucos e sob agitação até o pH do shampoo ficar na faixa indicada (entre 6,0 a 7,0).

Sob agitação adicionar o Koralone LA, Essência para shampoo, Corante diluído em Água deionizada e misturar para homogeneização do shampoo.

Diluir o Poliquaternium 7 em 100 gramas de Água deionizada e adicionar sob agitação no shampoo, misturar bem para homogeneização.

Diluir um pouco de Cloreto de sódio em Água deionizada e ir adicionando aos poucos para fazer o acerto da viscosidade do shampoo.

Misturar até homogeneização do shampoo para cabelos secos.

Deixar em repouso até que não haja bolhas de espuma formadas durante o processo de fabricação.

Depois embalar o Shampoo para cabelos normais nos frascos para shampoo.