Arquivo da categoria: Fórmulas grátis de cosméticos

O segmento cosmético cresceu muito no Brasil, esse segmento industrial pode gerar uma boa renda com a venda de produtos cosméticos, de higiene pessoal e perfumaria fina. Verifique aqui varias fórmulas cosméticas de cremes, loções, géis, shampoos e condicionadores de cabelos. Cosméticos geram bons ganhos em dinheiro.

Como fazer fluido para tratamento da Celulite

Fórmula para fazer Fluido para o tratamento da Celulite

Celulite, este acumulo de gordura que causa “furinhos” e deixa a área afetada com o aspecto de casca de laranja é um dos problemas que afligem as mulheres, atinge principalmente as nádegas e partes posteriores das coxas.  Embora seja encontrada em torno das coxas e nádegas, também pode afetar os seios, abdômen inferior e braços.

Tanto as mulheres magras como as que estão acima do peso e também as que apresentam corpo atlético são suscetíveis à celulite. É um problema estético que aflige e diminui a auto-estima das mulheres. Embora atinja grande parte do publico feminino, este problema estético afeta também boa parte dos homens.

Tratamento celulite

Na fórmula grátis descrita abaixo é utilizado um ativo de alta tecnologia para o combate a celulite e as gordurinhas localizadas. Trata-se do Coaxel, um produto que combina 3 substancias (L-Carnitina, Cafeína e a Coenzima A) participantes no metabolismo dos lipídeos. Aliados a formulação também encontra o extrato glicólico das raízes do gengibre responsável por um aumento da circulação periférica e uma melhor absorção dos ativos e o Croduret 50 Special, um emoliente que além de solubilizante, ameniza o efeito agressivo do álcool etílico.

O Extrato Glicólico de Gengibre possui ação hiperemiante, estimulante da circulação periférica e antiinflamatória. É utilizado em cremes, loções, géis, máscaras faciais, produtos para massagem corporal e outros produtos de uso cosmético.

Coaxel é um princípio ativo que ativa o catabolismo oxidativo dos lipídios (ativo emagrecedor). Composição: L-carnitina, cafeína, coenzima A. É um componente destinado para tratamento cosmético dos problemas de silhueta e de sobrecarga adiposa. Coenzima A ativa os ácidos graxos, L- Carnitina transporta os ácidos graxos. Cafeína controla o processo via AMP cíclico. É uma especialidade quimica utilizada em emulsões para redução de medidas corporais e celulites, cremes, loções e géis para o combate a celulites.

O Glycerox HE (Gliceril cocoato polietoxilado) é um solubilizante e emoliente hidrossolúvel utilizado em óleos de banho, loções de limpeza, produtos cosméticos antiperspirantes, shampoos para cabelos, sabonetes líquidos e espumas de banho.
Para melhorar a proteção contra bactérias foi incluído o conservante Protectol BN.

Como todo produto de uso cosmético, a fabricação é regulamentada pela Anvisa.

Fórmula para fazer o Fluido para o tratamento da Adipose edematosa ou Lipodistrofia ginoide:

  • Carbopol ETD 2001 – 30 g
  • Trietanolamina – 30 g
  • Água deionizada – 4867 g
  • Álcool etílico – 4000 g
  • Protectol BN – 3 g
  • Extrato glicólico das raízes do gengibre – 70 g
  • Glycerox HE – 300 g
  • Coaxel – 500 g
  • Croduret 50 Special – 200 g

Como fazer o Fluido para o tratamento da Adipose edematosa ou Lipodistrofia ginoide:

Fase A) Em um recipiente adicione a Água deionizada, dispersar o Carbopol ETD 2001 sob agitação, misturar até não haver grumos.
Em seguida adicionar a Trietanolamina e misturar bem.

Fase B) Em outro recipiente adicione o álcool etílico, sob agitação adicione o Protectol BN, Extrato glicólico das raízes do gengibre, Glycerox HE, Coaxel, Croduret 50 Special e homogeneizar até solubilização dos componentes.

Em seguida adicionar sob agitação a Fase B sobre a Fase A, aos poucos.
Manter agitação até homogeneização do cosmético para tratamento da celulite.

Formula Creme para o cabelo com Lanette WB

Como fazer Creme para cabelos

Lanette WB é uma dispersão coloidal de álcool-cetoestearílico e alquil sulfato de sódio, é um agente de consistência auto emulsionável de caráter aniônico utilizado na fabricação de cremes e pomadas.
Por ser de fácil emulsionamento, permite ao formulador a criação de uma vasta variedade de conceitos de formulas cosméticas e farmacêuticas.  Lanette WB promove alta consistência aos produtos cosméticos e farmacêuticos, além de brilho intenso.

A dosagem varia conforme a consistência e o teor dos compostos graxos a serem emulsionados, em geral usa-se entre 5 a 12% do produto químico, conforme se queira uma loção cremosa ou um creme bastante consistente.

Linda moça de cabelos compridos

Com Lanette WB  pode-se obter cremes do tipo O/A, cuja consistência pode ser ajustada de acordo com a conveniência do formulador. Com o produto pode-se fabricar emulsões cosméticas O/A para pele e cabelos, além de preparações farmacêuticas.

Cremes a base do produto podem ser aditivados com ésteres emolientes, bem como derivados de lanolina segundo a sua destinação. As emulsões podem ser preparadas misturando-se os componentes oleosos ao Lanette WB e fundindo a mistura até a temperatura entre 70 a 75°C. Paralelamente, os produtos químicos hidrossolúveis devem ser adicionados a quantidade necessária de água, aquecendo-se a fração (fase) aquosa também até a mesma temperatura entre 70 a 75°C. em seguida, adiciona-se a água (fase aquosa) sobre os componentes oleosos. Agita-se constantemente e inicia-se o processo de resfriamento do creme ou loção cremosa.

Durante a redução da temperatura, ocorre a emulsificação, que pode ser notada por um aumento de viscosidade e a emulsão adquire um aspecto homogêneo e brilhante. Caso ocorra a formação de grumos, a emulsão pode ser reaquecida a 70-75°C e inicia-se novamente o resfriamento. Grumos podem ocorrer devido a:

  • Diferenças de temperatura entre a fase oleosa e a fase aquosa.
  • Água adicionada em temperatura menor que 70°C.
  • Tempo de fusão do Lanette WB insuficiente, de forma que ainda permanecem partículas no estado sólido.
  • Agitação não uniforme, não permitindo bom contato das fases aquosa e oleosa, ainda a quente.

Soluções alcoólicas e óleos essenciais são mais favoravelmente adicionados depois que a temperatura do creme estiver abaixo de 30°C.  O produto Lanette WB deve ser conservado em suas embalagens originais, em ambiente seco, ventilado e fresco.

Este agente de consistência autoemulsionante aniônico também é utilizado na fabricação de água oxigenada cremosa para a descoloração de pelos corporais e cremes desodorantes antitranspirantes para as axilas.

Fórmula grátis de creme para cabelos:

  • Lanette WB  – 1000 g
  • Eumulgin B2 – 100 g
  • Óleo mineral – 1000 g
  • Vaselina sólida – 800 g
  • Metilparabeno – 15 g
  • Propilparabeno – 5 g
  • Propilenoglicol – 200 g
  • Água deionizada – 6880 g

Como fazer a formula do Creme para o cabelos:

Fase 1) Em um recipiente adicione os produtos químicos Lanette WB, Eumulgin B2, Óleo mineral, Vaselina sólida, Metilparabeno, Propilparabeno e aqueça até 80°C.

Fase 2) Em outro recipiente aqueça a Água deionizada e o Propilenoglicol até a temperatura de 80°C.
Em seguida adicione a Fase 2 sobre a Fase 1, lentamente e sob agitação constante (sem parar).

Manter agitação sem parar até a temperatura do creme para cabelos abaixar para menos de 30°C.
Aspecto físico: Creme consistente
pH do produto final: 5,2

Fórmula Condicionador de cabelos com Eumulgin B2

Como fazer Condicionador de cabelos

Denominação química: Álcool ceto-estearilico etoxilado (20 moles OE)
Aplicação: Eumulgin B2  é um emulsionante universal utilizado na fabricação de cremes, loções cremosas e pomadas.

Dosagem: Recomenda-se utilizar entre 1 a 3% em emulsões para cuidados cutâneos. Em formulas de cremes condicionadores de cabelos, teores de 0,5% a 0,7% asseguram estabilidade e homogeneidade ao creme ou loção cremosa.

Propriedades: Eumulgin B2 pertence ao grupo de emulsionantes não-iônicos. Esta aprovado na Farmacopeia Britânica como Cetomacrogol 1000. É especialmente apropriado para fórmulas de cremes cosméticos e emulsões fluidas (loções). O seu caráter não-iônico permite a incorporação de componentes catiônicos (antissépticos e condicionadores), que não podem ser veiculados em emulsões de caráter aniônico.

Linda jovem de cabelos compridos

Eumulgin B2 é usado normalmente em associação com doadores de consistencia, como Lanette S, Lanette 16/18, Cutina MD (monoestearato de glicerina), Cutina CP (palmitato de cetila).
A proporção ideal entre Eumulgin B2 e os doadores de consistência é de 1:4. Em formulas de emulsões fluidas (leites e loções), a proporção pode ser aumentada. Uma vantagem de Eumulgin B2 é a sua estabilidade frente a variações de pH, isto é, o produto mantém sua estrutura em pHs alcalinos e ácidos.

Eumulgin B2 funciona também como solubilizante para óleos essenciais, particularmente perfumes (fragrâncias), portanto, problemas de turvação de shampoos provocados por incompatibilidade de uma determinada essência podem ser resolvidos com o uso de Eumulgin B2.
Ao contrario de álcoois e glicóis, Eumulgin B2 não influencia negativamente a espuma e a viscosidade do produto.

  • Eumulgin B2 deve ser fundido a 70 – 75°C, na presença dos doadores de consistência Lanette, Cutina, dos ésteres emolientes Cetiol e do álcool Eutanol G.
  • Paralelamente, aquecer a água junto com os componentes hidrossolúveis, também a 70 – 75°C.
  • Adicionar, nesta temperatura, a fase aquosa sobre a fase oleosa, mantendo-se a agitação por 10 minutos, depois iniciar então o resfriamento.
  • A aproximadamente 30°C, são incorporados os perfumes (fragrâncias), extratos glicólicos e vitaminas.

Eumulgin B2 é utilizado em uma proporção de 20% do peso de substancias graxas na fórmula, quando a sua finalidade é emulsionar cremes, loções ou pomadas. Para solubilizar perfumes (essências), aquecer ligeiramente Eumulgin B2 aproximadamente entre 41 a 42°C, adicionar o perfume e proceder a homogeneização. Depois a mistura deve ser adicionada ao produto durante o seu preparo.

Fórmula de creme condicionador de cabelos com Eumulgin B2:

  • Lanette S – 400 g
  • Dehyquart A – 400 g
  • Polyquart H – 80 g
  • Eumulgin B2 – 50 g
  • Óleo mineral – 50 g
  • Ácido cítrico – 20 g
  • Essência – 30 g
  • Água deionizada  – 8970 g

Como fazer a formula do creme condicionador de cabelos:

Aquecer os produtos químicos Lanette S, Dehyquart A, Polyquart H, Eumulgin B2, Óleo mineral e a Água deionizada até a temperatura de 80°C.

Manter a temperatura em 80°C e a agitação por 10 minutos.
Parar o aquecimento e manter a agitação constante até a temperatura abaixar para 30°C.

Checar o pH que deve ficar entre 5,7 a 5,8, se necessário efetuar a correção do pH com solução do Ácido cítrico em Água deionizada.
Adicionar a Essência e colorir com solução de Corante, manter agitação até homogeneização do condicionador de cabelos. Depois embalar nos frascos plásticos.

Produtos químicos (matérias-primas) presentes na formulação do condicionador.
Lanette S: Álcool ceto-estearílico, doador de consistência para cremes e loções cosméticas tipo O/A e A/O, tais como loções, cremes, pomadas, unguentos e linimentos.

Dehyquart A: Cloreto de cetil trimetil amônio a 25% de substancia ativa, é um tensoativo catiônico com propriedades antiestáticas e bactericidas, emulsionante para creme rinse e condicionadores capilares, Propiciam melhor penteabilidade (facilidade de pentear) dos cabelos secos e molhados, promovem condicionamento e maciez aos fios de cabelos.

Polyquart H: Pseudo-catiônico compatível com tensoativos aniônicos, agente antiestático e amaciante dos cabelos para fórmulas de shampoos. É um agente condicionador

Formula Creme desodorante antitranspirante com Eutanol G

Como fazer Creme desodorante antitranspirante

Eutanol G é um componente oleoso universal, de excelente compatibilidade com a epiderme. Pode ser empregado em formulas na fabricação de produtos de uso cosmético e farmacêutico, em emulsões cosméticas e farmacêuticas, bem como em fórmulas de desodorantes e antitranspirantes. Atua também como solubilizante de princípios ativos.

Denominação química: 2-octildodecanol
Dosagem em formulações: A concentração de Eutanol G varia conforme o grau de oleosidade e emoliencia que se quer conferir ao preparado farmacêutico ou cosmético. A faixa de emprego mais comum situa-se entre 2 a 10%.

As axilas de uma mulher

Propriedades do Eutanol G: Eutanol G tem excelente compatibilidade com a pele (ausência de inflamações) e se posiciona como um excelente coadjuvante de substancias lipossolúveis, graças ao seu poder solubilizante e sua ligeira penetração através da epiderme. Em aplicações farmacêuticas, há um grande campo de aplicação para o Eutanol G, em função de sua inercia química, em presença de inúmeros princípios ativos, bem como devido a sua compatibilidade.

Um exemplo ilustrativo é sua utilização em pomadas contra queimaduras e cremes dermatológicos contendo princípios ativos, tais como a desonida, nistatina ou dexametasona.

Sendo praticamente inodoro (sem cheiro), Eutanol G é fácil e duradouramente perfumado. Seu baixo índice de iodo não o torna suscetível de auto-oxidação, constituindo-se em um fator de estabilidade nas formulas de emulsões cremosas onde for utilizado.

Eutanol G é solúvel em óleos vegetais, animais ou minerais, ceras, álcoois graxos, ácidos graxos, óleos essenciais, ésteres de álcoois e ácidos graxos. Apresenta um poder de dispersabilidade médio e turva somente sob temperaturas inferiores a – 10°C.

Eutanol G é recomendado em formulas de cremes faciais de tratamento, hidratação e/ou limpeza, óleos para bebes, desodorantes, antitranspirantes, cremes para os cabelos, pomadas, cremes dermatológicos e outras emulsões cosméticas e farmacêuticas.

Eutanol G também pode ser utilizado em fórmulas de batons e maquilagens, como um dispersante de pigmentos. Em fórmulas de sabonetes em barras e cremes de barbear, Eutanol G age como um emoliente e suavizante contra agressões à pele.
Eutanol G é utilizado em todas as emulsões O/W para cuidados com a pele, particularmente adequadas para todas as formulações com uma ampla faixa de pH, por exemplo: Formulações desodorantes / antiperspirantes e removedoras de pelos.

Outras aplicações do Eutanol G: Emulsões para após exposição ao sol, cuidados com o bebê, cuidado Corporal, condicionamento, cuidados com o rosto, limpeza de rosto, produtos para cabelo colorido, cosméticos de toalhetes para cuidados pessoais, produtos cosméticos para auto-bronzeamento e para proteção solar.

Fórmula para fazer creme desodorante antitranspirante para axilas:

  • Lanette WB – 600 g
  • Edenor C 18 – 150 g
  • Eumulgin B2 – 150 g
  • Eutanol G – 150 g
  • Vaselina solida – 200 g
  • Metilparabeno – 18 g
  • Propilparabeno – 2 g
  • Clorohidroxido de alumínio a 50% – 1500 g
  • Trietanolamina – 20 g
  • Água deionizada – 7210 g

Como fazer a formula do creme desodorante antitranspirante para axilas:

Fase 1) Fundir mediante aquecimento o Lanette WB, Edenor C 18, Eumulgin B2, Eutanol G, Vaselina solida, Metilparabeno, Propilparabeno até a temperatura de 80°C e homogeneizar mediante agitação.

Fase 2) Aquecer a Água deionizada, Clorohidroxido de alumínio a 50%, Trietanolamina até a temperatura de 80°C e homogeneizar.

Depois, com ambas as fases a 80°C, adicionar a Fase 2 sobre a Fase 1, lentamente e sob agitação constante.
Manter agitação sem parar até a temperatura abaixar para menos de 30°C.

Depois envasar o creme para axilas nos potes plásticos.
pH do produto final: 4,4
Aspecto do cosmético para axilas: Creme consistente.

Este produto de uso cosmético evita a transpiração e o mau odor nas axilas.

Formula Sabonete liquido com Argila para todos tipos pele

Como fazer Sabonete Líquido Reequilibrante com Argila para todos os tipos de pele

Diestearato de Polietilenoglicol 6000 (Alkest DE 6000 ou Myrj 6000) na formula do sabonete liquido confere aos produtos de uso cosmético baixa irritação dérmica e ocular e possui ótimo performance de espessamento. É um agente de espessamento diferenciado para formulações que procuram suavidade, como shampoos de uso frequente, shampoos infantis, sabonetes líquidos, banhos de espuma, géis de banho e outras preparações cosméticas para a pele e cabelos.

Acnibio AP (Phenoxyethanol, Methylparaben, Ethylparaben, Propylparaben, Butylparaben, Isobutylparaben.) na formula do sabonete é um agente conservante poderoso, com ação bactericida e fungicida indicado para formulações cosméticas.

Moça na banheira tomando banho.

Amisoft ECS 22 SB possui excelente ação de condicionamento para pele, deixa uma sensação de hidratação sem ser pegajoso. Age também como condicionante para os cabelos, deixa-os sedosos sem causar ressecamento nos fios capilares. É um tensoativo aniônico utilizado em xampus, loções para o corpo, espumas para banho, xampus infantis, lenços umedecidos, etc.

Tersil N na formula do sabonete liquido é uma argila natural que age recuperando os sinais na pele causados pelo envelhecimento natural. Também age melhorando a elasticidade e promove efeito tensor na pele. Pode ser utilizado em fórmulas de máscaras faciais, emulsões e géis faciais anti-idade, emulsões para área dos olhos, máscaras corporais, emulsões cosméticas para região dos bustos.

Cocoamidopropil Betaína age como tensoativo anfótero, auxiliando na formação de espuma e detergência, além de dar mais suavidade ao sabonete.
Lauril Éter Sulfato de Sódio é o espumante para shampoo dos mais utilizados no mundo, possui alto poder espumogeno. É muito utilizado em formulas de shampoos cosméticos e farmacêuticos.

Este é um produto de uso cosmético com agentes espessantes, o que dispensa o acerto de viscosidade com a adição de sal.

Fórmula para fazer o Sabonete Líquido Reequilibrante com Argila para todos os tipos de pele:

  • Água deionizada – 5155 g
  • EDTA dissodico – 20 g
  • Veegum K – 500 g
  • Tersil N (é uma argila natural) – 800 g
  • Lauril Éter Sulfato de Sódio 27% –  2300 g
  • Cocoamidopropil Betaína – 300 g
  • Amisoft ECS 22 SB – 500 g
  • Amida 90 – 350 g
  • Diestearato de polietilenoglicol 6000 – 20 g
  • Acnibio AP (convervante) – 25 g
  • Ácido cítrico – qs
  • Essência – 30 g

Como fazer a fórmula do sabonete Reequilibrante com Argila:

Em um recipiente adicionar a Água deionizada, EDTA dissodico, Veegum K, Tersil N, Diestearato de polietilenoglicol 6000 e aquecer até 80°C. Agitar por 30 minutos e depois deixar esfriar.

Depois adicionar sob agitação moderada o Lauril Éter Sulfato de Sódio 27%, Cocoamidopropil Betaína, Amisoft ECS 22 SB, Amida 90 e homogeneizar.

Verificar o pH que deve ficar em 6,0, caso seja necessário, efetue a correção do pH adicionando o Ácido cítrico diluído em Água deionizada, aos poucos e sob agitação.

Em seguida adicionar a Essência e colorir com solução de Corante diluído em Água. Embalar nos frascos plásticos ou em saboneteiras

Fórmula Creme com Uréia para as Mãos

Como fazer emulsão cremosa com ureia, amêndoas e silicone para hidratar as mãos

A Ureia possui grande capacidade de hidratação, sendo utilizada em varias fórmulas de produtos cosméticos e farmacêuticos para hidratar a pele do corpo e mãos. Possui um preço baixo em comparação com os seus benefícios na hidratação da pele. É um composto que se encontra na urina e no suor humano, sendo capaz de transportar que se encontra no interior dos vasos sanguíneos para as células, o que promove hidratação. Ela vai hidratar e combater o ressecamento de peles secas, também estimula a produção de colágeno, evita fissuras causadas pelo ressecamento, melhorando o aspecto da pele.


O creme abaixo contém também Glicerina e silicone, que protegem e tratam da pele, Glicerina age como hidratante, promovendo maior hidratação, impedindo o ressecamento. O silicone vai ajudar na melhora da textura e firmeza. Pode ser usado diariamente, quando tiver a percepção de mãos muito secas ou a pele repuxando, muito comum no inverno. No inverno é bom a hidratação do corpo e das mãos.

Óleo de amêndoas doce também presente na formulação desinflama e acalma irritações, hidrata e amacia  todos os tipos de pele. Também age prevenindo rugas e estrias, promove elasticidade e nutrição. Age como hidratante, sendo muito utilizado em cosméticos para pele seca e desidratada, também evita a descamação. Também atua como emoliente ajudando na retenção de água, mantendo a pele das mãos hidratada.

A Vaselina liquida na formula é um componente oleoso que atua como condicionador da pele e cabelos, também age como protetor da pele, por ser emoliente promove maciez e suavidade, evita o ressecamento e a descamação causados pelo efeito do frio no inverno nas mãos.

Todos os componentes químicos e vegetais presentes na formulação são fáceis de encontrar em lojas de essências e produtos químicos na Internet, também é possível a compra do Óleo de amêndoas doce e a Vaselina liquida em farmácias.

O Lanette N na formula é uma base autoemulsionante utilizada em cremes e loções, forma emulsões estáveis onde se pode incorporar vários componentes cosméticos, como emolientes, umectantes, hidratantes e muitos outros ativos cosméticos que vai enriquecer as formulações e o tratamento dermatológico feitos com os produtos cosméticos. É uma especialidade química muito utilizada em farmácias de manipulação, por ser aniônica, as emulsões não podem conter componentes de carga catiônica, pois podem “quebrar” a formulação. Em proporções de 8 a 12% forma emulsões cremosas fluidas, na proporção de 12 a 20% forma emulsões cremosas. Na formula abaixo a sua proporção é de 14%. Por ser de fácil preparo, facilita muito o trabalho do formulador na hora de preparar produtos cosméticos.

O BHT (ButilHidroxiTolueno) na formula age como antioxidante, agindo para retardar o processo oxidativo em compostos oleosos, evita a rancificação (ranso) de óleos e gorduras. Utilizado em cosméticos para prevenir a formação do ranço que causa alterações no cheiro e na cor de produtos cosméticos e farmacêuticos.

Nipagin (Metilparabeno) age como ativo antimicrobiano (conservante) para a fase aquosa dos produtos cosméticos. Nipazol (Propilparabeno) atua também como antimicrobiano, mas na fase oleosa da formulação. Possuem ação antimicrobiana (contra bactérias gram-positivas e gram-negativas, fungos e leveduras). São utilizados a mais de 60 anos, estes conservantes são adequados para a conservação de formulações  cosméticas, utilizados pela baixa toxicidade e por serem compatíveis com uma grande quantidade de componentes químicos, além de possuírem atividade em uma ampla faixa de pH. São empregados como conservantes de cremes, loções, soluções, pastas, géis, shampoos, desodorantes antitranspirantes, pastas de dentes, maquilagens, produtos infantis e em muitas outras preparações cosméticas e farmacêuticas.

Fórmula para fazer 10 kg de Creme com Ureia para hidratar as Mãos:

  • Lanette N – 1400 g
  • Vaselina Liquida – 500 g
  • Nipazol (Propilparabeno) – 5 g
  • Glicerina – 500 g
  • Nipagin (Metilparabeno) – 10 g
  • BHT – 2 g
  • Ureia – 500 g
  • Óleo de amêndoas doces – 500 g
  • Óleo de silicone – 200 g
  • Essência – 30 g
  • Água deionizada – 6353 g

Como fazer a formula do Creme com Ureia para hidratar as Mãos:

Pesar todos os componentes com o auxilio de uma balança.
Fase 1) Aquecer o Lanette N, Vaselina Liquida, Nipazol até atingir a temperatura de 80°C e misturar.
Fase 2) Aquecer a Glicerina, Nipagin e BHT também até a temperatura de 80°C e misturar.

Em sequencia adicione sob agitação a Fase 2 sobre a Fase 1 e homogeneizar para ficar bem homogêneo.
Manter a agitação constante até esfriar, deixando a temperatura abaixo de 30°C. Depois solubilizar a Ureia em um pouco de Água e adicionar ao produto sob agitação. Adicionar na sequencia o Óleo de amêndoas doces, Óleo de silicone e homogeneizar.

Perfumar com a Essência, misturando bem até a homogeneização do produto. Depois envasar o Creme com Ureia para hidratar as Mãos em potes plásticos ou em bisnagas plásticas, rotular e guardar.

Receita de sabonete liquido para limpar as mãos

Como fazer sabonete liquido para limpar as mãos

Formulação para fazer um limpador de mãos claro e transparente de alta viscosidade, adequado para uso em distribuidores (saboneteiras) institucionais de sabão líquido.

A formula produz rapidamente uma grande quantidade de espuma que enxágua facilmente e deixa as mãos com um sensorial suave. O Cocoamidopropil betaína proporciona um reforço de espuma, espessamento e suavidade à formulação, age como tensoativo secundário aumentando o poder de limpeza do sabonete, por ser um anfótero proporciona suavidade à formulação.

Na receita contém um agente de detergência e formador de espuma que promove limpeza e higienização das mãos, o Lauril éter sulfato de sódio, um tensoativo aniônico utilizado como espumante em formulas de shampoos para cabelos, sabonetes líquidos e produtos de limpeza.

Esta receita de sabão liquido para lavar as mãos pode também ser utilizado em saboneteiras de postos de gasolina, oficinas, supermercados, empresas e outros estabelecimentos onde se faz necessário a utilização de um sabonete liquido para a higienização das mãos.

O sabonete apenas promove limpeza e higienização, não possui ação bactericida. No entanto, aqui no site você encontra formulas de sabonetes com efeito bactericida – antisséptico.

Todos os produtos químicos e componentes você encontra em distribuidores de produtos químicos ou em lojas virtuais de essências. As embalagens você encontra em distribuidores de embalagens plásticas, lojas virtuais de essências ou em distribuidores de embalagens para farmácias de manipulação.
Fórmula para fazer o Sabonete liquido para limpeza das mãos:

Água deionizada 7250 g
Lauril éter sulfato de sódio 1500 g
Cocoamidopropil betaína 700 g
Cloreto de sódio (+ ou –) 500 g
Essência 30 g
Corante qs
Mistura de isotiazolinonas 20 g

Modo de fazer a receita do Sabonete liquido para limpeza das mãos:
Em um balde de plástico adicione a Água deionizada, com agitação moderada adicione o Lauril éter sulfato de sódio e o Cocoamidopropil betaína misturando até homogeneizar.

Em seguida adicione a Essência e a Mistura de isotiazolinonas, misturando até homogeneizar.
Colorir com gotas de Corante diluído em Água deionizada até obter a cor desejada.

Na sequencia adicione sob agitação o Cloreto de sódio aos poucos, homogeneizando após cada adição.

Nota: O Cloreto de sódio é uma quantidade aproximada, pode ser que não seja necessário adicionar toda a sua quantidade para obter uma viscosidade adequada, dependendo do fabricante dos tensoativos (Lauril e Betaína) utilizados na fórmula.

Depois deixe em repouso até a espuma abaixar e envase nas embalagens, que pode ser saboneteiras plásticas, refil (dispenser ou reservatório para sabonetes) ou frascos plásticos.

Fórmula Sabonete liquido para mãos emoliente

Como fazer sabonete liquido para lavar as mãos com ativo emoliente

Possui em sua formulação um agente emoliente, o Glicerox HE (PEG-7 Glyceryl Cocoate) que age como emoliente hidrossolúvel, reduz a pegajosidade, atua também como solubilizante. Glicerox HE é utilizado também em óleos de banho, loções de limpeza, cremes antitranspirantes, shampoos para cabelos, sabonetes líquidos, sabonetes cremosos e espumas de banho. Este produto também possui o nome comercial de Cetiol HE fabricado por outro fornecedor de matérias-primas.

Age também como sobreengordurante para a fabricação de shampoos para cabelos e banhos de espuma, é solubilizante para princípios ativos lipossolúveis. Glicerox HE / Cetiol HE é solúvel em água, tensoativos e álcool. Reforçador da camada lipídica. Possui ação reengordurante em sistemas surfactantes, doando suavidade à fórmula. Possui boa compatibilidade dérmica. Por esse motivo, um sabonete com emoliente ajuda a hidratar a pele e restaurar a oleosidade perdida devido ao ressecamento.

A fórmula grátis abaixo também possui um espumante para shampoo e sabonetes, o produto produz bastante espuma, o que ajuda na ação de detergência, promovendo limpeza na pele das mãos. O Lauril éter sulfato de sódio é um dos espumantes mais utilizados em formulas de sabonetes líquidos e cremosos, shampoos para cabelos, shampoos automotivos, detergentes lava louças, sabões líquidos e em muitos outros produtos de uso cosmético e produtos de limpeza domestica.

Já o Cocoamidopropil betaína age como tensoativo anfótero, atuando como um tensoativo secundário, ajuda na ação de limpeza das mãos e no aumento da formação de espuma, além de ser suave para a pele e promovendo suavidade ao produto.

A Mistura de isotiazolinonas é um conservante de amplo espectro utilizado para preservar o produto e evitar a sua contaminação por microrganismos. Este conservante está disponível para venda em distribuidores de produtos químicos.

Está formula possui 0,5% de essência, caso queira que o produto fique mais perfumado você pode utilizar até 2% de essência na formulação.

Este sabonete pode ser utilizado em saboneteiras plásticas com válvulas Pump, saboneteiras com refil e saboneteiras com reservatórios. O costume de lavar as mãos com frequência sempre que tocamos superfícies sujas, maçanetas de portas, corrimões, após usar o banheiro é um procedimento que evita a contaminação das mãos com agentes patológicos que podem causar infecções e doenças. Portanto é sempre bom termos um sabonete liquido para usar sempre que formos higienizar as mãos.

Os produtos químicos para fazer a formulação você encontra em distribuidores de matérias-primas, assim como em lojas virtuais na Internet, tendo em vista que muitas lojas virtuais de essências disponibilizam muitos produtos químicos em sua lista de produtos.

Vale ressaltar que esta formulação cosmética não possui ação bactericida.

Este sabonete também pode ser enriquecido com extratos glicólicos vegetais, como o extrato glicólico de erva doce por exemplo, ou com vitaminas adicionando o D Pantenol (pro-vitamina B5).

A formulação abaixo é para fazer um limpador para mãos suave e líquido contendo Cocoamidopropil betaína que proporciona ensaboamento, espessamento e mitigação de irritação na pele.

Fórmula para fazer o sabonete liquido para lavar as mãos com ativo emoliente:

Água deionizada 5780 g
Lauril éter sulfato de sódio 3000 g
Cocoamidopropil betaina 750 g
Cloreto de sódio 100 g
Soda caustica a 50% qs até pH 7
Glicerox HE 300 g
Mistura de isotiazolinonas 20 g
Essência 50 g
Corante qs

Modo de fazer o sabonete liquido para lavar as mãos com ativo emoliente:
Em um balde de plástico adicione toda a Água deionizada, em seguida agite com uma pá de plástico ou aço inoxidável (importante: não use pá de madeira, pois a madeira retém sujidades e pode contaminar o produto).

Adicione então sob agitação lenta o Lauril éter sulfato de sódio, Cocoamidopropil betaina e misture. Verifique o pH e caso seja necessário acerte o pH adicionando Soda caustica a 50% (Hidróxido de sódio liquido a 50%) aos poucos até chegar no pH indicado, que é em torno de 7,0.

Depois adicione também sob agitação o Glicerox HE, Mistura de isotiazolinonas, Essência e misture para homogeneizar.

Com solução de Corante diluído em água deixe o produto na tonalidade que você deseja, adicionando aos poucos com agitação.

Agora acerte a viscosidade (grossurra) com o Cloreto de sódio (sal de cozinha), adicionado aos poucos e sob agitação. Manter agitação moderada até o sabonete liquido ficar homogêneo.

Como toda formulação a base de tensoativos produz espuma durante o seu preparo, deixe o sabonete emoliente para as mãos em repouso até as bolhas de espuma abaixarem, em seguida depois proceda ao envase nas saboneteiras plásticas.